Mesmo com arquivamento, Inter nega retaliação da CBF em caso Victor Ramos

Mais um capitúlo do “caso Victor Ramos” é tratado como prioridade na reta final do Brasileirão. A denúncia da CBF sobre o uso de documentos falsos no pedido do Inter para reabrir o caso gerou uma declaração urgente no Beira-Rio. Em entrevista coletiva, o corpo jurídico se uniu para prestar esclarecimentos e se pronunciou abertamente sobre o a questão, em conjunto, pela primeira vez.

Acompanhado dos advogados, Daniel Cravo, Rogério Pastl e Felipe Dallegrave, o vice-presidente jurídico Giovani Gazen, além falou sobre o caso e defendeu a instituição. Durante a entrevista, eles negaram qualquer adulteração nos e-mails sob suspeita, ao mesmo tempo em que descartam qualquer sentimento de retaliação da CBF.

– Não acreditamos que a CBF faça retaliação em um filiado seu pelo simples motivo de pleitear um direito – comenta Rogério Pastl.

Comentários

comments

0 Comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register