Saiba qual a melhor ordem para ver os 6 filmes de Star Wars

Na última quinta-feira,15, estreou nos cinemas de todo Brasil, o longa, Rogue One: Uma história Star Wars. O filme foi dirigido por Gareth Edwards e escrito por Chris Weitz. A produção, faz parte de uma nova série de spin-offs produzidos pela Disney.

Se você nunca assitiu nenhum dos filmes da série, e não sabe se vale a pena ver a nova trama, uma dica: com um roteiro fechado, e efeitos especiaís dignos de Star Wars. Rogue One é uma prelúdio emocionante e eficiente para a trilogia original. Ou seja, vale muito a pena, eu juro.

Porém se você quiser chegar nos cinemas sabendo de tudo sobre darth Vader e companhia, a Netfli, disponibilizou em seu catálogo todos os filmes da franquia, dando a oportunidade aos assinantes de pegarem uma pipoca e fazerem aquela maratona maneira que, muito provavelmente, tomará um tempo e tanto de sua vida.

Mas antes de começar essa jornada, é preciso tomar uma decisão: qual a melhor ordem para assistir aos seis longas? Sim, porque existem simplesmente quatro ordens diferentes. Os sites gringos Den of Geek e Absolutely No Machete Juggling andaram analisando a questão, partindo do seguinte: qual a melhor ordem para uma pessoa que nunca viu nunhum filme da saga?

Por isso, acompanhe e melhor forma para você acapanhar a saga, “Que a força esteja com você!”.

ORDEM I – Ordem Cronológica de Lançamento dos Filmes
Essa é a ordem clássica: assistir aos filmes na ordem em que eles foram produzidos, enfileirando os Episódios 4, 5, 6, 1, 2 e 3 na sequência.
Dessa maneira, seriam vistos Uma Nova Esperança (1977), O Império Contra-Ataca (1980), O Retorno de Jedi (1983), A Ameaça Fantasma (1999), O Ataque dos Clones (2002) e A Vingança dos Sith (2005).

Para quem nunca viu a saga, essa ordem pode ser interessante, mas existe um obstáculo: as famigeradas alterações digitais feitas por George Lucas na trilogia velha (episódios 4, 5, 6), alterações essas que ele cometeu na época em que lançou a trilogia nova (episódios 1, 2, 3).

Como Lucas incluiu na trilogia velha imagens e personagens que só foram criados na nova, quem vê a velha antes da nova acaba sem entender alguns detalhes.

ORDEM II – Ordem Cronológica da Trama
Essa opção é mais óbvia ainda: assistir aos filmes seguindo a trama da história. Ficaria assim com os Episódios 1, 2, 3, 4, 5, 6

Dessa maneira, quem ver a franquia pela 1ª vez acompanha a narrativa de forma didática e “educativa”, seguindo os fatos pela ordem cronológica. Mas os fãs da saga já perceberam o grave problema desta ordem: ela acaba com a surpresa de que Darth Vader é pai de Luke Skywalker.

Sim, porque a pessoa já fica sabendo, no Ep. 3, que os filhos gêmeos de Darth Vader (Luke e Leia) são separados no nascimento e que, portanto, Luke é filho do futuro vilão. Então a conclusão é: esta ordem não serve!

ORDEM III – Flashback Gigante
Esta ordem é bem interessante. Ficaria assim: Episódios 4, 5, 1, 2, 3, 6. Ou seja: a pessoa vê os Eps. 4 e 5, descobre que Luke é filho de Darth e fica tudo (quase) bem.

Aí, assiste aos Eps. 1, 2 e 3, que explicam tudo, desde a infância de Vader, etc. Tudo explicado, o espectador migra então para o Ep. 6, que dá continuidade a tudo que ficou em suspense no final do Ep. 5.

Assim, além de preservar a surpresa da paternidade e logo depois explicá-la, através de um “flashback gigante” (Eps. 1, 2, 3), essa ordem ainda mantém o suspense sobre o destino dos heróis, que ao final do Ep. 5 estão em desgraça (Luke perdeu a mão, Han Solo está sequestrado e congelado, etc.)

ORDEM IV – Machete

Por fim, a ordem conhecida como “Machete”, e que é a mais ousada e radical, indo pelos Episódios 4, 5, 2, 3, 6
Isso mesmo, essa ordem DESCARTA o Ep. 1. Não é preciso vê-lo. Justificativa: além do 1 ser o Episódio mais insosso de toda a saga, ele é descartável porque a maioria dos personagens morre no final. Logo, não há ligação com o resto da história.

Outras “vantagens” de ignorar o 1: desaparece o detestável personagem Jar Jar Binks, desaparece o chato garotinho Anakin /Vader infantil, e vão pro lixo as cenas confusas sobre os bastidores do poder no império.

Ainda, essa ordem valoriza o Ep. 6, O Retorno de Jedi, pois como o Ep. 3 termina com Vader assumindo de vez o lado negro, e o Ep. 6 começa com Luke surgindo todo vestido de negro, incluindo capa, surge o suspense de que ele pode ter passado para o lado negro da força. Ao descobrirmos, na batalha na corte de Jabba, que Luke ainda está “do bem”, a surpresa fortalece a já brilhante sequência de abertura do filme.

Para os defensores desta ordem, o Ep. 1 fica sendo uma espécie de spinoff, que pode ser visto ou não, não faz diferença.
Bom, depois dessa conferência, se você quer apresentar a saga para alguém que nunca a viu, ou se você quer brincar de “novo no ramo”, escolha uma dessas maneiras e boa viagem.

Comentários

comments

0 Comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register